logo-silas-espiral.jpg

MEMÓRIA

O I Seminário Internacional de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa – SILAS – acolhe experiências e resultados de eventos anteriores, realizados pelo Programa de Pós-graduação em Letras da PUC Minas em seu compromisso de contribuir para o fortalecimento dos estudos e pesquisas da área.

Desde sua criação, em 1989, o PPGLetras instituiu as Literaturas Africanas de Língua Portuguesa como área de pesquisa. Nesse sentido, em outubro de 1995 realizou o I Simpósio Internacional de Estudos Africanos, reunindo, em Belo Horizonte, pesquisadores das culturas africanas provenientes do Brasil, de Portugal, Angola, Moçambique e Cabo Verde, o que impulsionou novas pesquisas relacionadas com as culturas e as literaturas dos CINCO, para utilizar o termo proposto por Inocência Mata (2013). O evento ratificou o esforço desenvolvido pelo PPGLetras no sentido de trazer a Belo Horizonte pesquisadores que, no Brasil, em Portugal e nas ex-colônias portuguesas em África, desenvolviam importantes estudos relacionados com as diferentes manifestações culturais dos países a que pertenciam. O evento aconteceu com a colaboração do Centro de Estudos Luso-Afro-Brasileiros – CESPUC – e seus resultados foram reunidos em um dossiê da Revista Scripta, v.1, n.1, publicada em março de 1997, e no número 5 dos Cadernos Cespuc de Pesquisa, publicado em 1999.

Em novembro de 2002 o PPGLetras realizou o II Simpósio Internacional de Estudos Africanos, que contemplou estudos históricos, ficção, poesia, dramaturgia, teatro, crítica e procurou, ainda, avaliar os rumos e tendências propostos pelas literaturas africanas naquele momento. Novamente trazendo para a capital mineira pesquisadores nacionais e internacionais, o evento reafirmava o compromisso de realizar encontros periódicos de pesquisadores, a fim de incentivar o contato permanente entre as várias universidades brasileiras e estrangeiras que mantêm, em seu currículo, cursos de literaturas produzidas na África de Língua Portuguesa. Além disso, o evento procurou fortalecer as inter-relações das literaturas de língua portuguesa e dar maior visibilidade a pesquisas realizadas na PUC Minas sobre os trânsito que a literatura suscita entre os países que têm o português como língua nacional. Esta segunda edição do evento também contou com a colaboração do CESPUC. Seus resultados aparecem no número 11 dos Cadernos Cespuc de Pesquisa, publicado em 2003 e em uma publicação que se tornou referência no Brasil e no exterior: o livro Contatos e ressonâncias: literaturas africanas de língua portuguesa, organizado pela Profa. Dra. Ângela Vaz Leão e publicação pela Editora PUC Minas em 2003, reunindo africanistas de renome, com o objetivo de disponibilizar material de consulta aos estudantes universitários e a outros interessados no tema.

Em 2010, o PPGLetras uniu-se ao PPG-Estudos Literários da UFMG e ao PPG-Estudos da Linguagem da UFOP, a fim de realizar o IV Encontro de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa da AFROLIC, o qual teve lugar em Ouro Preto. Além de incursões pelos espaços da Literatura e da Teoria da Literatura, o IV Encontro da AFROLIC abrigou também reflexões advindas da História, da Antropologia, dos Estudos Culturais e das Artes em geral, incentivando os diálogos que ressaltassem os horizontes políticos e sociais encenados pela literatura e significados pelas ações dos escritores e dos estudiosos. As pesquisas apresentadas no evento permitiram construir um amplo panorama das dinâmicas culturais e literárias a partir das quais a África vem sendo pensada na contemporaneidade. A amplitude e a profundidade das reflexões que fizeram parte do IV Encontro da AFROLIC podem ser vistas nas várias publicações que o evento gerou: o v. 14, n. 27 da revista Scripta, publicada em 2010; dois números dos Cadernos Cespuc de Pesquisa publicados em 2010: o de n. 19  e o de n. 20; e o livro África: dinâmicas culturais e literárias, organizado pelas profas. Maria Nazareth Soares Fonseca, da PUC Minas e Maria Zilda Ferreira Cury, da UFMG, publicado pela Editora PUC Minas em 2012.

A história dos eventos que antecedem o I SILAS resulta da experiência do PPGLetras da PUC Minas de buscar a parceria com outras instituições mineiras para construir uma rede de pesquisas em literaturas africanas dos CINCO. Nesse sentido, o SILAS pretende contribuir para consolidar o Estado de Minas Gerais como referência nos estudos e pesquisas de/em literaturas africanas de língua portuguesa, reconhecido nacional e internacionalmente. Sua concepção é um esforço conjunto de pesquisadores e IES que acreditam na construção de redes de investigação que, por meio do diálogo, impulsionem a produção de conhecimentos sobre as literaturas africanas dos CINCO. Ao mesmo tempo, atento à necessidade de dar visibilidade a essas literaturas, o SILAS pretende se tornar, também, um espaço de difusão de conhecimentos que possam ser amplamente disponibilizados para todos os interessados nos debates sobre a área, em especial professores e alunos de Educação Básica, de Graduação e de Pós-graduação em Letras.

Profª Drª Terezinha Taborda Moreira (PUC Minas)

Prof. Dr. Bernardo Nascimento Amorim (UFOP)

Profª Drª Luciana Brandão Leal (UFV)

Profª Drª Roberta Alves (UFVJM)

Profª Drª Roberta Guimarães Franco (UFMG)

Prof. Dr. Wellington Marçal de Carvalho

logo-silas-espiral.jpg
SILAS-logo-oficial_edited.jpg